pt-PTes-ESen-GBfr-FRit-ITde-DEnl-NLen-US
 
  Procurar

Muga Crianza - Vinho Tinto

Vendedor: Velvet Bull Spain
D3367
2013
Tempranillo, Garnacha, Graciano, Mazuelo
MUGA, Rioja
750
Stock Icon
16,41 €
Desde: 6 uni. 16,09 €
Desde: 12 uni. 15,77 €
MUGA CRIANZA - Vinho Tinto
Notas do Produtor de 2011 (tradução automática)

REGIÃO: La Rioja
PAÍS DE ORIGEM: Espanha
CASTAS: 70% Tempranillo, 20% Garnacha, 3% Graciano, 7% Mazuelo

GEOLOGIA E SOLO
Terraços argila calcário terciário.

DESENVOLVIMENTO
Fermentação de leveduras indígenas em tanques de carvalho. Estagiou durante 24 meses em barricas de carvalho seleccionadas na nossa tanoaria. Antes do engarrafamento, a clarificação é feita com clara de ovo fresco. Uma vez engarrafado passa por um processo de refino de doze meses na nossa adega, pelo menos.

NOTAS DE PROVA
2011 olha com respeito para o seu antecessor, o fabuloso 2010, um dos maiores que desenvolvemos. De perfil distintamente diferente tem de gala essa elegância, a doçura de maneiras, complexidade e frescura. Intensidade média-alta, quase monocromática, mas que pode aumentar do menisco para o bulbo do vidro muito puro vermelho brilhante. Nariz muito frutado, mas de um perfil muito diferente de 2010, esta colheita tem mais frutas frescas e notas florais que aparecem ao longo do curso da degustação, mas sem dominar em nenhum momento. Encontramos compota de cereja fresca, frutos cozidos, alguns alcaçuz, anis planta, notas de erva-doce e flor branca. A riqueza aromática é tal que deixa apenas mostrar aromas a especiarias, que não são fáceis de especificar, mas talvez caramelo, baunilha, coco... Na boca é macio, com dominância de taninos muitos redondos e doces, surpreendente, considerando a idade do vinho. Acidez natural difundida, mas sem incomodar nada. O retro-olfato é menos frutado e picante; continuamos a encontrar baunilha, arbusto, pimenta preta e algum couro. Flor desaparece nesta fase. O final é longo e sedoso terminando numa curiosa mistura de golmajería e impressões minerais. Não é fácil "atribuir um mar", o debate sobre se deve ser classificado como um vinho Mediterrâneo ou do Atlântico é complexo. Talvez na sua evolução nos próximos anos terá uma tendência mais clara.

  Produtos Relacionados